DESEMPENHO DO COMÉRCIO BRASILEIRO DE SOJA: UMA ANÁLISE A PARTIR DE INDICADORES DE COMPETITIVIDADE REVELADA (2000-2019) E DO MÉTODO CONSTANTE MARKET-SHARE (2000-2013)

Autores

Palavras-chave:

Competitividade. Soja. Constant Market-Share. China.

Resumo

Este artigo teve como objetivo identificar as fontes de desempenho das exportações brasileiras de soja por meio do método Constant Market Share (CMS) no período (2000- 2013). Esta análise teve como base metodológica o método Constant Market-Share em três períodos: 2000 a 2003 (período I), 2004 a 2008 (período II) e 2009 a 2013 (período III). Os resultados mostraram o efeito crescimento do comércio mundial como decisivo para o comportamento das exportações da soja do Brasil e das regiões, enquanto o efeito destino teve força negativa em quase todos os períodos analisados. O efeito destino China positivo, por sua vez, contribuiu para amenizar o resultado negativo do efeito destino total. Por fim, o efeito competitividade foi negativo para o desempenho das vendas apenas para a região Sul no período I, demonstrando que a soja vem ganhando notoriedade competitiva nos mercados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

FRANCISCO LAERCIO, Universidade Estadual do Ceará (UECE)

Economista pela Universidade Federal do Ceará (UFC)/ Especialização em Economia e Gestão em Saúde (UFC)/ Mestrado em Economia Rural (UFC). Atualmente professor do curso de Administração de Empresas da Universidade Estadual do Ceará (UECE)

Maria Cristina Pereira de Melo, Universidade Federal do Ceará (UFC)/Professora do Departamento de Teoria Econômica

Pós-doutor em Economia pela Universidade de Paris I - Pantheon, Sorbonne, Pós-doutor em Economia pela Université de Paris XIII, doutor em Sciences Economiques pela Université de Paris VIII. Atualmente é professor titular da Universidade Federal do Ceará. Membro do Grupo de Pesquisa Região Indústria e Competitividade - RIC (UFC/CNPq).

Francisca Diana Ferreira Viana, Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP)

Possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Ceará (2003), mestrado em Economia pelo Instituto de Economia da Universidade Federal de Uberlândia (2006) e Doutorado em Economia (2010) pelo Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional (CEDEPLAR) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Atualmente é Professora do curso de Engenharia de Produção da Universidade Federal de Ouro Preto e do Programa de Mestrado em Economia Aplicada do Departamento de Ciências Econômica e Gerenciais (DECEG/UFOP)

Referências

BALASSA, B. Revealed comparative advantage revisited: analysis of relative export share of industrial countries, 1953-1971. Manchester School of Economic and Social Studies, Manchester, Manchester University Press, v. 45, p. 327-344, 1977.

BRAGA, F. L. P.; MELO, M. C. P. de. Intensidade Tecnológica das Transações Externas Brasileiras (2005-2015): uma análise regional. Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, v.11, n.3, pp. 314-335, 2017.

BRASIL. Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio. http://comexstat.mdic.gov.br/pt/home. Disponível em: . Acesso em: fev. 2020.

BRUM, A. L.; ÁVILA, D. F. de; PACHECO, J. R. A formação do preço da soja no Brasil: a influência da bolsa de Chicago e do câmbio. Santa Cruz do Sul: Essere nel Mondo, 2015. Disponível em: <http://www.esserenelmondo.com/pt/economia-a-formaCAo-do-preCo-da-soja-no-brasil-ebook76.php >. Acesso em: 12 de julho de 2018.

BUHSE, A. P.; FILHO, R. B.; LOPES, T. A. M.; MORAES, B. M. Competitividade das exportações da carne bovina dos países do Mercosul: uma análise a partir do Constant-Market-Share. Revista Perspectiva Econômica, v.10, n. 2, p. 94-106, 2014.

CARDOZO, S.A. Comércio internacional, estrutura produtiva industrial, emprego e renda nas macrorregiões brasileiras (2014-2018). Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais, v.20, n 2, p.401-420, 2018.

CARVALHO, F. M. A. Comportamento das exportações brasileiras e a dinâmica do complexo agroindustrial. 1995. 126 f. Tese (Doutorado em Economia) – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Piracicaba, 1995.

COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO (CONAB). Acompanhamento da Safra Brasileira: Grãos. Companhia Nacional de Abastecimento, v.7, n. 12. Brasília, 2020. Disponível em: https://www.conab.gov.br/info-agro/safras/graos/boletim-da-safra-de-graos. Acesso em 18 de setembro de 2020.

CORONEL, D. A.; MACHADO, J. A. D.; CARVALHO, F. M. A. de. Análise da Competitividade das Exportações do Complexo Soja Brasileira de 1995 a 2006: uma abordagem de Market-Share. Revista de Economia Contemporânea, v. 13, n. 2, p. 281-307, 2009.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA (EMBRAPA) (EMBRAPA). Tecnologias de Produção de Soja — Região Central do Brasil: a soja no Brasil. 2004. Disponível em: <http://www.cnpso.embrapa.br/download/publicacao/central_2005.pdf>. Acesso em: 25 de julho de 2018.

FOOD AND AGRICULTURE ORGANIZATION OF THE UNITED NATIONS (FAO). FAOSTAT. Disponível em Acesso em set. 2016.

FRIES, C. D.; CORONEL, D. A. A Competitividade das Exportações Gaúchas de Soja em Grãos (2001-2012). Revista Pesquisa & Debate, v.25, n. 1(45), p. 163-189, 2014.

FÜRSTENAU, V. A safra de grãos de verão 2003/04 no Brasil e no Rio Grande do Sul. Indicadores Econômicos FEE, v. 32, n. 2, p. 95-104, ago. 2004.

LEAMER, E. E; STERN, R. M. Quantitative international economics. Chicago: Allyn and Bacon, 1970.

LIMA, M. G. de; LÉLIS, M. T. C.; CUNHA, A. M. Comércio Internacional e Competitividade do Brasil: um estudo comparativo utilizando a metodologia Constante-Market-Share para o período 2000-2011. Revista Economia e Sociedade, v. 24, n. 2 (54), p. 419-448, 2015.

MACHADO, L. V. N.; AMIN, M. M.; CARVALHO, F. M. A. de; SANTANA, A. C. de. Análise do Desempenho das Exportações Brasileiras de Carne Bovina: uma aplicação do método Constant-Market-Share, 1995-2003. Revista de Economia e Agronegócio, v. 4, n. 2, p. 195-218, 2006.

MELO, M. C. P de. BRAGA, F. L. P.; HOLANDA, D. R. O comércio exterior do nordeste brasileiro e seu fluxo caudatário. São Paulo: Editora Nelpa, 2014.

______________; HOLANDA, D.H. Implicações das Transações Comerciais da China com o Nordeste do Brasil: o caso da soja. SOBER - Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural. Anais eletrônicos. Belém - PA, 21 a 24 de julho de 2013.

_______________. MOREIRA, C.A.L.; VELOSO, A.W.A. O Nordeste do Brasil na Expansão do comércio Chinês. Fortaleza, Banco do Nordeste do Brasil, 192p, 2010.

MISSÃO, M. R. Soja: origem, classificação, utilização e uma visão abrangente do mercado. Revista de Ciências Empresariais, v. 3, n.1 - p.7-15. 2006.

PAULA, M. F. de; SANTOS, A. J. dos; JÚNIOR, R. T.; HOEFLICH, V. A.; SILVA, J. C. G. L.; ANGELO, H. Análise da competitividade das exportações brasileiras de mel natural, segundo o modelo Constant Market-share e o índice de vantagem comparativa revelada. Revista Ceres, v. 63, n.5, p. 614-620, 2016.

PRATES, D. M. A alta recente dos preços das commodities. Revista de Economia Política, v. 27, n. 3, 2007.

RICHARDSON, J. D. Some Sensitivity Tests for A "Constant-Market-Shares" Analysis Of Export Growth. The Review of Economics and Statistics, v 53, n. 3 p. 300-304, 1971.

ROSA, A. L. T. da; FONTENELE, A. M. C.; MELO, M. C. P. de; NOGUEIRA, C. A. G.; GOMES FILHO, J. F. A Indústria Nordestina sob a Ótica da Competitividade Sistêmica. Edições UFC/SUDENE/ACEP, 2000.

SANCHES, A. C; MICHELLON, E.; ROESSING, A. C. As Perspectivas da Expansão da Soja. Anais do XLIII Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural (Sober), 2005. Ribeirão Preto, São Paulo. Disponível em: < http://www.sober.org.br/palestra/2/803.pdf>. Acesso em ago. 2018.

SANTOS, D. T. dos; BATALHA, M. O.; PINHO, M. A evolução do Consumo de Alimentos na China e seus Efeitos sobre as Exportações Agrícolas Brasileiras. Revista Economia Contemporânea, v. 16, n. 2, p. 333-358, 2012.

SILVA, J. L. M. da; MARTINS, J. S. Competitividade e Parcela do Mercado: uma análise do Constant Market Share para o Mercado de Camarão Brasileiro. Documentos Técnicos-Científicos. v 43, n. 1, 2012.

TYSZYNSKI, H. World Trade in Manufactured Commodities, 1899–1950. The Manchester School of Economic and Social Studies, v. 19, n.3, p. 222–304, 1951.

WORLD BANK. Commodity price forecast. Disponível em: . Acesso em mar. 2020.

XAVIER, C.L.; VIANA, F.D.F. Composição das Exportações da Região Nordeste e seus Estados: uma aplicação do método Shift-share para o período recente. Anais do XI Encontro Regional de Economia. Fórum BNB. Fortaleza, 2006. Disponível em <http://edi.bnb.gov.br/content/aplicacao/Eventos/forumbnb2006/docs/composicao_das_exportacoes.pdf> Acesso em ago. 2018.

ZANIN, V.; BACHA, C.J.C. A importância dos sojicultores sulistas na nova fronteira agrícola brasileira. Revista Indicadores Econômicos FEE, v. 45, n 1, p.35-52, 2017.

Downloads

Publicado

13-01-2021