Correlação entre as Distancias dos Lances de uma Partida de Xadrez do Campeonato Mundial de 2016 e de uma Partida entre Deficientes Visuais

Leo Pasqualini de Andrade, Alysson Ramos Artuso, Mateus das Neves Gomes, Valério Brusamolin

Resumo


Em uma partida de xadrez as percepções visuais de espaço com o tabuleiro e peças são utilizadas por jogadores para se observar, analisar, calcular, comparar e tomar decisões de acordo com as suas estratégias. A ciência hoje tem como paradigma o domínio do computador sobre o ser humano no jogo de xadrez. Neste contexto, são examinados os lances oferecidos por um programa de computador especialista em xadrez como alternativa ao dos jogadores, descrevendo a influência do computador sobre o jogo. A partida escolhida foi a última do mundial de 2016 entre Magnus Carlsen e Serguey Karjakin O objetivo deste artigo é examinar as correlações espaciais entre os lances dos jogadores e comparar com as de um programa especialista de xadrez. Os resultados obtidos foram tabulados em planilha eletrônica e geradas estatísticas e gráficos. Nos resultados são discutidas as imprecisões cometidas pelos jogadores quando aconteceram distâncias significativas entre os lances dos jogadores e os propostos pelo computador. Foi incluído no artigo uma partida entre deficientes visuais e usada a mesma metodologia de cálculos para análise e comparação com a prévia partida. Na conclusão é discutido o paradigma da superioridade dos programas de computador especialistas em xadrez sobre os humanos.

Texto completo:

PDF

Referências


BRATKO, I. AlphaZero – What´s missing? Informatica. V. 42, n. 1, p. 7-11, 2018. Disponível em: http://www.informatica.si/index.php/informatica/article/view/2226. 2018.

CHEN, M., HERRERA, F., HWANG, K. Cognitive Computing: architecture, technologies and intelligent applications. IEEE Xplore Digital Library. V. 6, p. 19774-19783, 2017. Disponível em: https://ieeexplore.ieee.org/document/8259243/?reload=true. Janeiro de 2018.

CAMPITELLI, G., CONNORS, M. H., BILALIC, M., HAMBRICK, D. Z. Psychological perspectives on expertise. Frontiers in psychology. v. 6, art. 258, p. 1-4. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4354238/. Março de 2015.

CONNORS, M. H., CAMPITELLI, G. Expertise and the representation of space. Frontiers in psychology. V. 5, art. 270, p. 1-2. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3982051/. Abril de 2014.

FIDE - Federation Internationale De Jeu Des Echés, 2016a. Disponível em: https://ratings.fide.com/view_pgn.phtml?code=150905. 2016a.

FIDE - Federation Internationale De Jeu Des Echés. Disponível em: http://www.fide.com/FIDE/handbook/regulations_match_2016 . 2016b.

FIDE - Federation Internationale De Jeu Des Echés. Disponível em: https://www.fide.com/fide/handbook.html?id=208&view=article . 2018.

FICS - Free Internet Chess Server. Disponível em: http://www.freechess.org/ . 2018.

LANE, M. D., CHANG, Y. A. Chess knowledge predicts chess memory even after controlling for chess experience: evidence for the role of high-level process. Memory & Cognition. V. 46, n. 3, p. 337-348. Disponível em: https://doi.org/10.3758/s13421-017-0768-2. Abril de 2018.

LEONE, M. J., SLEZAK, D. F., CECCHI, G. A., SIGMAN, M. The geometry of expertise. Frontiers in psychology. V. 5, n. 47, p. 1-9. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3913042/. Fevereiro de 2014.

SHENK, D. O Jogo Imortal. 1ª Ed. Jorge Zahar Editor, 2006.

SHERIDAN, H., REINGOLD, E. Expert vs. Novice diferences in the detection of relevant information during a chess game: evidence from eye movements. Frontiers in psychology. V. 5, art. 941, p. 1-6. Disponível em: https://www.frontiersin.org/articles/10.3389/fpsyg.2014.00941/full . Agosto de 2014.

SHERIDAN, H., REINGOLD, E. Chess players eye movements reveal rapid recognition of complex visual patterns: Evidence from a chess-related visual search task. Journal of Vision. V. 17, art. 4, p. 1-12. Disponível em: http://jov.arvojournals.org/article.aspx?articleid=2609210. Março de 2017.

SOCIAL SCIENCE STATISTICS. Disponível em: http://www.socscistatistics.com/Default.aspx . 2018.




DOI: https://doi.org/10.13037/ria.vol15n1.6981

Revista de Informática Aplicada - USCS/UFABC

 

Indexadores que a RIA faz parte: