A EVOLUÇÃO DAS POLÍTICAS DE ATENDIMENTO À INFÂNCIA NO BRASIL: ENTRE CONCESSÕES E O RECONHECIMENTO DE DIREITOS

Ione da Silva Cunha Nogueira

Resumo


A trajetória do sentimento de infância passou por diversas fases até que o indivíduo compreendesse de maneira efetiva as diferenças entre vida adulta e infância, e essas alterações influenciaram os comportamentos posteriores. O sentimento de infância foi um conceito gradualmente construído nas consciências, bem como o conceito de família e de afetividade entre os seus integrantes. A realidade brasileira foi muito diferente da apresentada nos países europeus, e um dos problemas a ser considerado, é que entre nós, a escolarização e a emergência da vida privada chegaram com grande atraso se comparados ao que aconteceu em outros países ocidentais. Somente nos anos 80 do século XX, o Brasil começa a desenvolver uma legislação que reconheça e resguarde os direitos de crianças e adolescentes, demonstrando uma mudança no sentimento da sociedade em relação á infância.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13037/rea-e.vol1n2.4323

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores de que a REAe faz parte: 

BBE: http://pergamum.inep.gov.br/pergamum/biblioteca/

CZ3 : http://ezb.uni-regensburg.de/

DIADORIN: diadorim.ibict.br/

Google Scholar: https://scholar.google.com.br/scholar

IRESIE: iresie.unam.mx/

LATINDEX:http://www.latindex.org/latindex/inicio

LiVre - http://livre.cnen.gov.br/Inicial.asp

SUMARIOS: https://sumarios.org

 

 

      

 

 

A REAe utiliza o software iThenticate para detecção e prevenção de plágio.