USO DE COLUTÓRIOS NA PREVENÇÃO E TRATAMENTO DA MUCOSITE ORAL THE USE OF ORAL RINSES IN THE PREVENTION AND TREATMENT OF ORAL MUCOSITIS

Autores

  • José Narciso Rosa Assunção Júnior Universidade Ibirapuera
  • Ricardo Raitz Universidade Ibirapuera
  • Bruno Neves Cavalcanti IME, Universidade Ibirapuera
  • Victor Perez Teixeira FMUSP

DOI:

https://doi.org/10.13037/rbcs.vol4n8.428

Palavras-chave:

mucosite oral, colutório, radioterapia, quimioterapia.

Resumo

Nos tratamentos antineoplásicos, a boca é uma das estruturas mais acometidas pelos efeitos colaterais. A mucosite oral é a complicação aguda mais importante, gerando extremo desconforto do paciente durante o tratamento oncológico, o que o leva, muitas vezes a interrompê-lo, trazendo conseqüências desastrosas sobre a resposta tumoral. Tanto a quimioterapia quanto a radioterapia induzem ulcerações idênticas em mucosa oral, sendo que a única diferença entre elas é que a radioinduzida demora mais para aparecer. Inúmeros colutórios orais têm sido comercializados com a promessa de melhorar os quadros de mucosite severa, dentre eles a benzidamina e a camomila. Apesar de muitos estudos serem contraditórios ou inconsistentes, a maioria deles considera bastante efetivos tanto o uso da benzidamina quanto o da camomila nas lesões ulcerativas, por suas propriedades antiinflamatórias. Além disso, são bastante seguros e bem tolerados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Edição

Seção

ARTIGOS ORIGINAIS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

1 2 3 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.