OSTEOPOROSE: CAUSAS, CONSEQUÊNCIAS E O PAPEL DO EXERCÍCIO FÍSICO NA INTEGRIDADE ÓSSEA OSTEPOROSIS: CAUSES, CONSEQUENCES AND PHYSICAL EXERCISE ROLE ON BONE INTEGRITY

Luciano Pontes Júnior, Mário Augusto Charro, Reury Frank Bacurau, Maria Cristina Mutarelli, Francisco Navarro

Resumo


Existem no Brasil, atualmente, cerca de 2,5 milhões de indivíduos com osteoporose e cerca de 105 mil fraturas do quadril são registradas anualmente. A osteoporose é acentuada com o início da menopausa. Fatores como cor branca, baixa estatura, reduzida porcentagem de gordura corporal, conteúdo reduzido de cálcio na dieta, sedentarismo, utilização de alguns tipos de medicamento, histórico familiar, ocorrência precoce da menopausa e ausência de reposição hormoral são considerados de risco à osteoporose. O aumento da sobrecarga sobre o esqueleto por intermédio de atividades físicas é uma forma de estimular a deposição de cálcio nos ossos. O estímulo entretanto deve ser elevado uma vez que só esses promovem aumento da formação óssea e redução na reabsorção enquanto que sobrecargas de baixa intensidade promovem o contrário. Além da intensidade, a frequência de administração da sobrecarga bem como sua manutenção permitem a preservação da massa óssea.

Palavras-chave


osteoporose, exercício físico, tecido ósseo.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/rbcs.vol1n2.726

Indexadores: