Análise estilística do Rola ou enrola?: uma narrativa que se desenrola no programa Eliana (SBT)

Autores

  • João Paulo Hergesel Universidade Anhembi Morumbi
  • Rogério Ferraraz Universidade Anhembi Morumbi

DOI:

https://doi.org/10.13037/ci.vol19n39.5067

Palavras-chave:

Audiovisual. Televisão. Narrativas midiáticas. Estilística. SBT.

Resumo

Programas de auditório são macronarrativas em que habitam várias diegeses, cada qual com seus enredos e personagens específicos; são os chamados quadros. O dominical Eliana (SBT, 2009-) enquadra-se nesse perfil, abrangendo, dentre tantos microuniversos compostos por (in)finitos recursos expressivos, o semanal Rola ou enrola?. Com a intenção de discutir os efeitos estilísticos responsáveis por manter o interesse do espectador em um quadro de namoro prestes a completar um quadriênio no ar, questionou-se o que há de peculiar, em sentido comunicacional e cultural, no objeto em evidência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Paulo Hergesel, Universidade Anhembi Morumbi

Doutorando em Comunicação na Universidade Anhembi Morumbi, mestre em Comunicação
e Cultura e licenciado em Letras pela Universidade de Sorocaba. Líder do Grupo de Estudos
em Narrativas Midiáticas Infantis e Juvenis do Programa de Pós-graduação em Comunicação e
Cultura da Universidade de Sorocaba e membro do grupo de pesquisa Inovações e Rupturas na
Ficção Televisiva Brasileira, da Universidade Anhembi Morumbi em conjunto com o Conselho
Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

Rogério Ferraraz, Universidade Anhembi Morumbi

Doutor em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Mestre em Multimeios pela Universidade Estadual de Campinas. Professor no Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Anhembi Morumbi.

Downloads

Publicado

20-04-2018