A AÇÃO EDUCATIVA EM MUSEUS E O ESPAÇO DE ATUAÇÃO DO PEDAGOGO EM AMBIENTES NÃO FORMAIS DE EDUCAÇÃO

Regina Magna Bonifacio Araújo, Nilzilene Imaculada Lucindo

Resumo


O artigo aborda os resultados de pesquisa realizada com licenciandos do 1º período do curso de Pedagogia ao Museu de História Natural e Jardim Botânico da Universidade Federal de Minas Gerais. Fundamentadas em Libâneo(2010), Gohn(2006), Falcão(2009), Marandino(2008) e Almeida(1997), buscamos identificar se, na visão dos licenciandos, o museu constitui ou pode se constituir um espaço de atuação do Pedagogo e quais seriam as atribuições desse profissional em espaço de educação não formal. Os resultados apontaram que os alunos participantes da visita técnica possuem uma visão clara dos museus como um espaço educativo, sendo esta instituição considerada um espaço de atuação para o Pedagogo; destacaram como ações do Pedagogo no Museu coordenar as atividades educativas; desenvolver atividades lúdicas, jogos, brincadeiras e dinâmicas; atuar na área pedagógica, elaborando projetos, práticas e pesquisas, dentre outras. Identificamos ainda, na visão dos participantes, a ampliação do conceito de museu.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/rea-e.vol1n2.4294

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores de que a REAe faz parte: 

BBE: http://pergamum.inep.gov.br/pergamum/biblioteca/

CZ3 : http://ezb.uni-regensburg.de/

DIADORIN: diadorim.ibict.br/

Google Scholar: https://scholar.google.com.br/scholar

IRESIE: iresie.unam.mx/

LATINDEX:http://www.latindex.org/latindex/inicio

LiVre - http://livre.cnen.gov.br/Inicial.asp

SUMARIOS: https://sumarios.org

 

 

      

 

 

A REAe utiliza o software iThenticate para detecção e prevenção de plágio.