O CUIDADO À SAÚDE DE INDIVÍDUOS COM ESTOMIAS

Claudielle Michaelsen Caetano, Margrid Beuter, Caren da Silva Jacobi, Claudelí Mistura, Bruna Vanessa da Costa Rosa, Margot Agathe Seiffert

Resumo


Introdução: A presença de uma estomia exige cuidados e adaptações à nova condição de vida do indivíduo com a estomia e de sua família. Objetivo: Identificar a produção científica nacional e internacional da enfermagem relacionada ao cuidado à saúde de indivíduos com estomia. Materiais e Métodos: Estudo de revisão narrativa realizado no mês de janeiro de 2013 nas bases de dados Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde e Medical Literature Analysis and Retrieval System, sem recorte temporal. Os critérios para inclusão foram: artigos nacionais e internacionais, originais ou de revisão, publicados em periódicos científicos, em idiomas português, inglês ou espanhol, disponíveis na íntegra gratuitamente e que atendessem a temática relacionada ao estudo. Resultados: A busca inicial resultou em 28 produções e após aplicação dos critérios de inclusão, compuseram o corpus da análise do estudo, sete artigos, os quais foram analisados e interpretados por meio da análise de conteúdo da modalidade temática. Com a leitura minuciosa dos artigos selecionados e interpretados emergiram três categorias temáticas: a família no convívio com o membro portador de estomia; alteração da imagem corporal: o estigma frente à estomia e; atuação do profissional enfermeiro com pacientes com estomias. Conclusões: O cuidado a pessoa com estomia deve ocorrer de maneira holística para uma melhor adaptação e qualidade de vida destes pacientes, sendo a família e os profissionais de saúde apontados como os principais grupos de apoio para sua reabilitação. O enfermeiro pode contribuir realizando atividades de educação em saúde visando o desenvolvimento do autocuidado.

Palavras-chave


Enfermagem

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/rbcs.vol12n39.2100

Indexadores: