Estudo comparativo da força muscular, equilíbrio e qualidade de vida entre idosos praticantes de hidroterapia e idosos sedentários do município de Cuiabá (MT)

Autores

  • Viviane Aparecida Martins Salicio Centro Universitário de Várzea Grande
  • Tainara da Silva Mattos Universidade de Cuiabá
  • Vanessa Lauriany de Arruda Brandalise Universidade de Cuiabá
  • Walkiria Shimoya-Bittencourt Centro Universitário de Várzea Grande e Universidade de Cuiabá
  • Marcos Adriano Salicio Centro Universitário de Várzea Grande

DOI:

https://doi.org/10.13037/ras.vol13n46.3001

Palavras-chave:

Qualidade de vida, força muscular, equilíbrio, idosos.

Resumo

Introdução: O Brasil apresenta uma população de 15 milhões de habitantes com idade igual ou superior a60 anos, que tem apresentado crescimento de 5% nos últimos 50 anos e poderá alcançar em 2025 o sextolugar no ranking dos países com maior número de idosos em sua população. A hidroterapia é um método terapêutico que utiliza os princípios físicos da água em conjunto com a cinesioterapia para prevenir,manter, retardar, melhorar ou tratar as disfunções físicas características do envelhecimento. Objetivo:Avaliar a força muscular, equilíbrio e qualidade de vida entre idosos praticantes de hidroterapia e idosossedentários do município de Cuiabá (MT). Materiais e métodos: Foram incluídos no estudo idosos comidade entre 60 e 90 anos, praticantes e não praticantes de hidroterapia. Foi avaliada a força muscular pelaEscala de Força de Kendall, o equilíbrio por meio da Escala de Equilíbrio Funcional de Berg e a qualidadede vida pelo questionário SF-36. Foi utilizado o teste T-Student com nível de 5% de significância paracomparação dos valores de força muscular e equilíbrio entre os grupos, e para a análise da qualidade devida foram realizadas medidas de tendência central e dispersão. Resultados: Os 19 idosos praticantes dehidroterapia obtiveram melhor desempenho quanto à força muscular, equilíbrio e qualidade de vida emcomparação aos 19 idosos sedentários, sendo todas as variantes estatisticamente relevantes com p-valor<0,05. Conclusão: A hidroterapia contribui de forma positiva com a melhora da qualidade de vida,equilíbrio e força muscular dos idosos praticantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Viviane Aparecida Martins Salicio, Centro Universitário de Várzea Grande

Docente do curso de Fisioterapia do Centro Universitário de Várzea Grande (UNIVAG) - MT

Tainara da Silva Mattos, Universidade de Cuiabá

Fisioterapeuta formada pela Universidade de Cuiabá - MT

Vanessa Lauriany de Arruda Brandalise, Universidade de Cuiabá

Fisioterapeuta formada pela Universidade de Cuiabá - MT

Walkiria Shimoya-Bittencourt, Centro Universitário de Várzea Grande e Universidade de Cuiabá

Docente do curso de Fisioterapia do Centro Universitário de Várzea Grande (UNIVAG) e UNIC

Marcos Adriano Salicio, Centro Universitário de Várzea Grande

Coordenador do curso de Fisioterapia do Centro Universitário de Várzea Grande (UNIVAG) - MT

Downloads

Publicado

06-10-2015

Edição

Seção

ARTIGOS ORIGINAIS