NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA DE ADULTOS JOVENS RESIDENTES EM REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO YOUNG ADULTS PHYSICAL ACTIVITY LEVEL LIVING IN METROPOLITAN AREA OF SÃO PAULO

Autores

  • Fabio Luis Ceschini Faculdade de Educação Física
  • Aylton Figueira Júnior Universidade Municipal de São Caetano do Sul – IMES

DOI:

https://doi.org/10.13037/rbcs.vol5n11.410

Palavras-chave:

atividade física, sedentarismo e adultos jovens.

Resumo

O objetivo deste estudo foi comparar o nível de atividade física em adultos jovens do curso de graduação de Educação Física, de acordo com o gênero e o respectivo ano acadêmico. A amostra foi composta por 140 alunos (24,8±6,7 anos) do curso de graduação em Educação Física, do período noturno, do Instituto Mairiporã de Ensino Superior (Imensu). Para coleta de dados, foi utilizado o Ipaq versão VIII curta e, para determinar o nível de atividade física, utilizou-se o consenso entre o Celafiscs e o CDC, que classifica a atividade física em quatro categorias: muito ativo, ativo, irregularmente ativo e sedentário. Para comparação das proporções, foi utilizado o teste Qui-Quadrado (X2) com nível de significância de p<0,05. Após a análise dos dados, verificou- se que 29,3% dos alunos do curso de Educação Física do Imensu foram classificados como sedentários, sendo essa proporção significantemente maior entre as mulheres (45,1%) e em alunos do 3o (67,8%) e 4o ano acadêmico (60,0%). Conclui-se que, com o avançar do ano acadêmico, há maior tendência ao estilo de vida sedentário, sendo esses valores mais evidentes no gênero feminino.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Edição

Seção

ARTIGOS ORIGINAIS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>