MORTALIDADE POR SUICÍDIO DA POPULAÇÃO IDOSA DE UM MUNICÍPIO DO INTERIOR MINEIRO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.13037/ras.vol18n64.5882

Palavras-chave:

Mortalidade, Suicídio, Idoso

Resumo

Objetivo: Analisar a mortalidade por suicídio da população idosa em um município longevo do interior mineiro. Material e Métodos: Foram analisados os óbitos por suicídio ocorridos entre 1996 a 2014, obtidos no Sistema de Informação sobre Mortalidade. Analisou-se a distribuições dos óbitos por coeficiente de mortalidade geral e específicos segundo as variáveis sexo, faixa etária, cor da pele e grupos de causa. Resultados: os suicídios perfizeram 44 óbitos no período analisado, com destaque para sexo masculino, faixa etária de 60 a 69 anos e cor da pele preta. Os principais meio utilizados para o evento foram estrangulamento e sufocação, disparos de arma de fogo e outros meios não identificados (72,7%). Conclusão: maiores taxas de mortalidade foram registradas para sexo masculino, faixa etária de 60 a 69 anos, raça/cor da pele/etnia preta, sendo as principais causas enforcamento, estrangulamento e sufocação e disparos de arma de fogo.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thays Heloise de Moura Gomes, Universidade Federal do Triângulo Mineiro/Curso de Graduação em Enfermagem

Graduada em Enfermagem pela UFTM.

Luan Augusto Alves Garcia, Universidade Federal do Triângulo Mineiro/Doutorando do Programa de Pós Graduação em Atenção à Saúde

Enfermeiro. Especialista em Enfermagem do Trabalho; Gestão dos Serviços em Ergonomia; Saúde do Adulto na modalidade Residência Multiprofissional em Saúde; Gestão Pública em Saúde. Mestre em Atenção à Saúde.

Doutorando em Atenção à Saúde pela UFTM.

Luiza Elena Casaburi, Docente do curso de graduação em Enfermagem da Universidade de Uberaba (UNIUBE)

Enfermeira. Mestre em Enfermagem Psiquiátrica. Doutoranda em Enfermagem Psiquiátrica pela Universidade de São Paulo (USP), campus Ribeirão Preto. Docente do curso de Graduação em Enfermagem da Universidade de Uberaba (UNIUBE), Uberaba, MG, Brasil.

Álvaro da Silva Santos, Professor associado do curso de graduação em Enfermagem e do Programa de Pós Graduação em Atenção à Saúde da UFTM

Enfermeiro. Especialista em Saúde Pública. Mestre em Administração em Saúde. Doutor em Ciências Sociais. Pós Doutor em Serviço Social.
Professor Adjunto IV do curso de Graduação em Enfermagem e dos Programas de Pós Graduação em Atenção à Saúde e Psicologia da UFTM.

Referências

Garcia LAA. Reflections on the process of migration in the face of the aging. Rev Fam, Ciclos Vida Saúde Contexto Soc [Internet]. 2017 [acesso 2018 Out 15];5(3):361. Disponível em: http://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/refacs/article/view/2408.

Ministério da Saúde (BR). DATASUS, Informações de Saúde, Informações demográficas e socioeconômicas. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2018.

Sousa GS, Silva RM, Figueiredo AEB, Minayo MCS, Vieira LJES. Circunstâncias que envolvem o suicídio de pessoas idosas. Interface (Botucatu) [Internet]. 2014 [acesso 2018 Out 15];18(49):389-402. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1414-32832014000200389&script=sci_abstract&tlng=pt.

World Health Organization. Preventing Suicide: a Global Imperative. Geneva: WHO; 2014.

Jack SPD, Petrosky E, Lyons BH, Blair JM, Ertl AM, Sheats KJ, et al. Surveillance for Violent Deaths - National Violent Death Reporting System, 27 States, 2015. MMWR Surveill Summ [Internet]. 2018 [acesso 2018 Out 15];67(11):1-32. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/30260938.

Minayo MCS, Pinto LW, Assis SG, Cavalcante FG, Mangas RMN. Trends in suicide mortality

among Brazilian adults and elderly, 1980 – 2006. Rev Saúde Pública [Internet]. 2012 [acesso 2018 Nov 11];46(2):300-309. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rsp/v46n2/en_3170.pdf.

Cavalcante ACS, Sérvio SMT, Franco FRA, Cunha VP, Cavalcante FV, Nascimento CEM. A clínica do idoso em situação de vulnerabilidade e risco de suicídio. Trivum [Internet]. 2015 [acesso 2018 Nov 11];7(1):74-87. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/trivium/v7n1/v7n1a08.pdf.

Ribeiro NM, Castro SS, Scatena LM, Haas VJ. Time-Trend Analysis of suicide and of health information systems in relation to suicide attempts. Texto Contexto Enferm [Internet]. 2018 [acesso 2018 Nov 11];27(2):e2110016. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v27n2/en_0104-0707-tce-27-02-e2110016.pdf.

Teixeira SMO, Souza LEC, Viana LMM. O suicídio como questão de Saúde Pública [editorial]. Rev Bras Promoç Saúde [Internet]. 2018 [acesso 2018 Nov 11];31(3):1-3. Disponível em: http://periodicos.unifor.br/RBPS/article/view/8565.

Figueiredo AEB. Crise suicida: avaliação e manejo [resenhas]. Ciênc Saúde Colet. 2016;21(11):3633-4.

Garcia LAA, Camargo FC, Gomes THM, Rezende MP, Pereira GA, Iwamoto HH, et al. Production of knowledge of Nursing about potential life years lost: bibliometric study. Rev Fam, Ciclos Vida Saúde Contexto Soc [Internet]. 2017 [acesso 2018 Out 15];5(1):34-46. Disponível em: http://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/refacs/article/view/1911.

Laurenti R, Jorge MHPM, Lebrão ML, Gotlieb SLD. Estatísticas de saúde. 2 ed. São Paulo: EPU; 1987.

Carmo EA, Ribeiro BS, Nery AA, Casotti CA. Time trend in suicide mortality in the state of Bahia. Cogitare Enferm [Internet]. 2018 [acesso 2018 Out 15];23(1):e52516. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/cogitare/article/view/52516.

Pinto LW, Assis SG. Descriptive study of suicide attempts in the Brazilian elderly population, 2000 – 2014. Ciênc saúde coletiva [Internet]. 2015 [acesso 2018 Out 15];20(6):1681-92. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v20n6/en_1413-8123-csc-20-06-1681.pdf.

Miranda ACCA, Bós AJG. Incidência de suicídio entre idosos brasileiros. Rev Med Minas Gerais [Internet]. 2004 [acesso 2018 Nov 11];14(4):225-8. Disponível em: http://www.rmmg.org/artigo/detalhes/1465.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Perfil epidemiológico das tentativas e óbitos por suicídio no Brasil e a rede de atenção à saúde. Boletim Epidemiológico [Internet]. 2017 [acesso 2018 Nov 11];48(30). Disponível em: http://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2017/setembro/21/2017-025-Perfil-epidemiologico-das-tentativas-e-obitos-por-suicidio-no-Brasil-e-a-rede-de-aten--ao-a-sa--de.pdf.

Pinto LW, Assis SG, Pires TO. Suicide mortality in people aged 60 and over in Brazilian municipalities between 1996 and 2007. Ciênc saúde coletiva [Internet]. 2012 [acesso 2018 Nov 11];17(8):1963-72. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v17n8/en_07.pdf.

Pinto LW, Silva CMFP, Pires TO, Assis SG. Factors associated with suicide mortality among the elderly in Brazilian municipalities between 2005 and 2007. Ciênc saúde coletiva [Internet]. 2012 [acesso 2018 Nov 11];17(8):2003-09. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v17n8/en_11.pdf.

Carmo EA, Santos PHS, Ribeiro BS, Soares CJ, Santana MLAD, et al. Sociodemographic characteristics and time series of mortality due to suicide among elderly individuals in Bahia

State, Brazil, 1996-2013. Epidemiol Serv Saude [Internet]. 2018 [acesso 2018 Nov 11];27(1): e20171971. Disponível em: https://www.scielosp.org/pdf/ress/2018.v27n1/e20171971/en.

Fowler KA, Jack SPD, Lyons BH, Betz CJ, Petrosky E. Surveillance for violent deaths -national violent death reporting system, 18 states, 2014. MMWR Surveill Summ [Internet]. 2018 [acesso 2018 Nov 12];67(2):1-36. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5829936/.

Santos EGO, Oliveira YOMC, Azevedo UM, Nunes ADS, Amador AE, Barbosa IR. Spatial temporal analysis of mortality by suicide among the elderly in Brazil. Rev Bras Geriatr Gerontol [Internet]. 2017 [acesso 2018 Nov 12];20(6):854-65. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbgg/v20n6/1809-9823-rbgg-20-06-00845.pdf.

Conte M, Meneghel SN, Trindade AG, Ceccon RF, Hesler LZ, Cruz CW, et al. Suicide Prevention Program: case study in a municipality in the south of Brazil. Cienc Saúde Colet [Internet]. 2012 [acesso 2018 Nov 12];17(8):2017-26. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v17n8/en_13.pdf.

Müller AS, Pereira G, Zanon RB. Estratégias de prevenção e pósvenção do suicídio: Estudo com profissionais de um Centro de Atenção Psicossocial. Rev Psicol IMED [Internet]. 2017 [acesso 2018 Nov 12];9(2):6-23. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/rpi/v9n2/02.pdf.

Downloads

Publicado

23-07-2020