FATORES CONTEXTUAIS E COMPORTAMENTAIS ASSOCIADOS À EXPERIÊNCIA DE CÁRIE DENTÀRIA EM ESCOLARES DO SUL DO BRASIL

FACTORS ASSOCIATED WITH DENTAL CARIES IN SCHOOLCHILDREN

Autores

DOI:

https://doi.org/10.13037/2359-4330.8941

Palavras-chave:

Adolescente., Cárie dentária., Dieta Cariogênica., Higiene bucal., Zona rural.

Resumo

Introdução: Além de fatores determinantes para o desenvolvimento da doença cárie dentária, como a dieta e a higiene bucal, o contexto em que os indivíduos vivem também tem mostrado reflexos no comportamento e nas condições de saúde bucal. Objetivo: O objetivo deste trabalho foi avaliar a associação de fatores contextuais e comportamentais com a experiência de cárie dentária em escolares de 12 anos em um município do sul do Brasil. Materiais e métodos: A pesquisa foi transversal e quantitativa, e os participantes eram estudantes de escolas públicas. Os dados foram coletados através de questionário e exame bucal, utilizando o índice CPOD para detecção de lesões de cárie dentária. O questionário avaliou aspectos relacionados à saúde bucal, como hábitos de higiene bucal e dieta. Cirurgiões-dentistas da rede municipal da atenção básica, previamente calibrados, realizaram o exame bucal dos estudantes, nas escolas. Resultados: Participaram do levantamento 712 estudantes, destes, 656 realizaram o exame clínico. Os escolares que estudavam em escolas da área rural apresentaram 2,08 vezes maior prevalência de CPOD (95% intervalo de confiança [IC]: 1,43-3,03), bem como aqueles que não usavam escova de dentes, que tiveram 2,14 vezes maior prevalência (95% IC: 1,13-4,06) quando comparados às suas contrapartes. Ainda, quem possuía placa bacteriana visível em seus dentes apresentava 46% maior prevalência de CPOD (95% IC: 1,16-1,83) do que quem não possuía. Conclusão: Além dos fatores determinantes relacionados à cárie dentária, fatores contextuais apresentaram associação com experiência de cárie dentária, estimulando estratégias com potencial para minimizar as iniquidades em saúde bucal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Milena Leiria Petry, Cirurgiã-Dentista. Clínica Privada. Santa Cruz do Sul, RS, Brasil.

Graduação em Odontologia -  Universidade de Santa Cruz do Sul - UNISC, Santa Cruz do Sul - RS, Brasil.

Gabriele Rissotto Menegazzo, Universidade Federal de Santa Maria, Programa de Pós-Graduação em Ciências Odontológicas, Santa Maria, RS, Brasil.

Graduação em Odontologia - Universidade Federal de Santa Maria - UFSM, Santa Maria, RS, Brasil.

Especialização em Odontopediatria - Uningá Santa Maria, Santa Maria, RS, Brasil.

Mestrado em Ciências Odontológicas, ênfase em Odontopediatria - Universidade Federal de Santa Maria - UFSM, Santa Maria, RS, Brasil.

Doutorado em Ciências Odontológicas, com ênfase em Saúde Coletiva - Universidade Federal de Santa Maria - UFSM, Santa Maria, RS, Brasil.

Beatriz Baldo Marques, Universidade de Santa Cruz do Sul, Departamento de Ciências da Saúde, Santa Cruz do Sul, RS, Brasil.

Graduação em Odontologia - Universidade Federal de Santa Maria - UFSM, Santa Maria, RS, Brasil.

Especialização em Ativação de Processos de Mudança na Formação Superior de Profissionais de Saúde - Ministério da Saúde - Fundação Oswaldo Cruz - Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Especialização em Docência Universitária na Contemporaneidade - Universidade de Caxias do Sul - UCS, Caxias do Sul, RS, Brasil.

Mestrado em Desenvolvimento Regional - Universidade de Santa Cruz do Sul - UNISC, Santa Cruz do Sul, RS, Brasil

Magda de Sousa Reis, Universidade de Santa Cruz do Sul, Departamento de Ciências da Saúde, Santa Cruz do Sul, RS, Brasil.

Graduação em Odontologia - Universidade de Uberaba - UNIUBE, Uberaba, MG, Brasil.

Especialização em Endodontia - Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC, Florianópolis, SC, Brasil.

Mestrado em Desenvolvimento Regional - Universidade de Santa Cruz do Sul - UNISC, Santa Cruz do Sul, RS, Brasil.

Doutorado em Odontologia - Pontifícia Universidade Católica, PUC, Porto Alegre, RS, Brasil.

Denise Henriqson, Cirurgiã-Dentista, Secretaria de Saúde, Prefeitura Municipal de Santa Cruz do Sul, Santa Cruz do Sul, RS, Brasil.

Graduação em Odontologia - Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS, Porto Alegre, RS, Brasil.

Especialização em Saúde da Família - UNA-SUS/UFCSPA, Porto Alegre, RS, Brasil.

Especialização em Preceptoria para o SUS - IEP, Hospital Sírio Libanês, São Paulo, SP, Brasil.

Renita Baldo Moraes, Universidade de Santa Cruz do Sul, Departamento de Ciências da Saúde, Santa Cruz do Sul, RS, Brasil.

Graduação em Odontologia - Universidade Federal de Santa Maria - UFSM, Santa Maria, RS, Brasil

Especialização em Odontopediatria - Universidade de São Paulo- USP, Faculdade de Odontologia de Bauru, Bauru, SP, Brasil

Mestrado em Desenvolvimento Regional - Universidade de Santa Cruz do Sul - UNISC, Santa Cruz do Sul, RS,

Brasil.

Doutorado em Ciências Odontológicas - Universidade Federal de Santa Maria - UFSM, Santa Maria, RS, Brasil

Referências

World Health Organization. Global oral health status report: towards universal health coverage for oral health by 2030. Geneva: World Health Organization; 2022.

Bernabe E, Marcenes W, Hernandez CR, Bailey J, Abreu LG, et al. Global, regional, and national levels and trends in burden of oral conditions from 1990 to 2017: a systematic analysis for the Global Burden of Disease 2017 study. J Dent Res. 2020; 99(4):362–73.

Peres MA, Macpherson LMD, Weyant RJ, Daly B, Venturelli R, Mathur MR, et al. Oral diseases: a global public health challenge. Lancet. 2019, Jul; 394: 249-260.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. SB Brasil 2010: Pesquisa Nacional de Saúde Bucal: resultados principais / Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. – Brasília: Ministério da Saúde, 2012.

Freire MCM, Reis SCGB, Figueiredo N, Peres KGP, Moreira RS, Antunes JLF. Individual and contextual determinants of dental caries in Brazilian 12-year-olds in 2010. Rev Saude Pública. 2013; 47 (Supl 3): 40-49.

Giugliano D, d'Apuzzo F, Majorana A, Campus G, Nucci F, Flores-Mir C, et al. Influence of occlusal characteristics, food intake and oral hygiene habits on dental caries in adolescents: a cross-sectional study. Eur J Paediatr Dent. 2018; 19(2).

Pitts NB, Zero DT, Marsh PD, Ekstrand K, Weintraub JA, Ramos-Gomez F, et al. Dental caries. Nat Rev Dis Primers. 2017, May; 3, 17030.

Petersen PE. The World Oral Health Report 2003: continuous improvement of oral health in the 21st century--the approach of the WHO Global Oral Health Programme. Community Dent Oral Epidemiol. 2003. 31 (Suppl 1): 3–24.

Wen PYF, Chen MX, Zhong YJ, Dong QQ, Wong HM. Global burden and inequality of dental caries, 1990 to 2019. J Dent Res. 2022; 101 (4): 392-399.

Momeni-Moghaddam M, Hashemi C, Fathi A, Khamesipour F. Diagnostic accuracy, available treatment, and diagnostic methods of dental caries in practice: a meta-analysis. Beni Suef Univ J Basic Appl Sci. 2022; 11 (1): 1-11.

Glick M, Williams DM, Kleinman DV, Vujicic M, Watt RG, Weyant RJ. A new definition for oral health developed by the FDI World Dental Federation opens the door to a universal definition of oral health. Int Dent J. 2016 Dec; 66(6): 322-324.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Panorama de cidades, Rio Grande do Sul. 2017. Brasil. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/rs/rio-grande/panorama.

Engelmann JL, Tomazoni F, Oliveira MDM, Ardenghi TM. Association between Dental Caries and Socioeconomic Factors in Schoolchildren - A Multilevel Analysis. Braz Dent J. 2016; 27(1): 72-78.

World Health Organization. Oral health surveys: basic methods. 4th ed. Geneva: World Health Organization; 2013; 1-125.

Snijders TAB, Bosker RJ. Multilevel analysis: An introduction to basic and advanced multilevel modeling. London: Sage; 2003.

Watt RG, Sheiham A. Integrating the common risk factor approach into a social determinants framework. Community Dent Oral Epidemiol. 2012; 40: 289-296.

Piovesan C, Mendes FM, Antunes JLF, Ardenghi TM. Inequalities in the distribution of dental caries among 12-year-old Brazilian schoolchildren. Braz Oral Res. 2011; 25: 69-75.

Ortiz AS, Tomazoni F, Knorst JK, Ardenghi TM. Influence of socioeconomic inequalities on levels of dental caries in adolescents: a cohort study. Int J Paediatr Dent. 2020; 30 (1): 42-49.

Borges TS, Schwanke NL, Reuter CP, Kraether Neto L, Burgos MS. Fatores associados à cárie: pesquisa de estudantes do sul do Brasil. Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), Santa Cruz do Sul, RS, Brasil. Rev Paul Pediatr. 2016; 34(4): 489-494.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. A saúde bucal no Sistema Único de Saúde [recurso eletrônico] / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. – Brasília: Ministério da Saúde, 2018.

Souza Júnior PRB, Szwarcwald CL, Damacena GN, Stopa SR, Vieira MLFP, Almeida WS, et al. Cobertura de plano de saúde no Brasil: análise dos dados da Pesquisa Nacional de Saúde 2013 e 2019. Cien Saude Colet. 2021; 26 (Supl. 1): 2529-2541.

Rio Grande do Sul, Lei nº 15.216, de 30 de julho de 2018. Dispõe sobre a promoção da alimentação saudável e proíbe a comercialização de produtos que colaborem para a obesidade, diabetes, hipertensão, em cantinas e similares instalados em escolas públicas e privadas do Estado do Rio Grande do Sul. Diário Oficial do Estado n.º 145, de 31 de julho de 2018. Disponível em:

http://www.al.rs.gov.br/filerepository/repLegis/arquivos/LEI%2015.216.pdf.

McGill R, Anwar E, Orton L, Bromley H, Lloyd-Williams F, O’Flaherty M et al. Are interventions to promote healthy eating equally effective for all? Systematic review of socioeconomic inequalities in impact. BMC Public Health. 2015, May; 15 (457): 1-15.

Lorenc T, Petticrew M, Welch V, Tugwell P. What types of interventions generate inequalities? Evidence from systematic reviews. J Epidemiol Community Health. 2013; 67: 190–193.

Pitts NB, Twetman S, Fisher J, Marsh PD. Understanding dental caries as a non-communicable disease. Br Dent J. 2021, Dec; 231 (12): 749-753.

Associação Brasileira de Odontopediatria, Diretrizes para Procedimentos Clínicos em Odontopediatria. São Paulo: Santos Publicações, 2021.

Vettore MV, Moysés SJ, Sardinha LMV, Iser BPM. Condição socioeconômica, frequência de escovação dentária e comportamentos em saúde em adolescentes brasileiros: uma análise a partir da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE). Cad Saude Publica. 2012; 28 Sup: S101-S113.

Sanz M, Beighton D, Curtis MA, Cury J, Dige I, Dommisch H, et al. Role of microbial biofilms in the maintenance of oral health and in the development of dental caries and periodontal diseases. Consensus report of group 1 of the Joint EFP/ORCA workshop on the boundaries between caries and periodontal disease. J Clin Periodontol. 2017; 44 (Suppl. 18): S5–S11.

Obregón-Rodríguez N, Fernández-Riveiro P, Piñeiro-Lamas M, Smyth-Chamosa E, A. Montes-Martínez A, Suárez-Cunqueiro MM. Prevalence and caries-related risk factors in schoolchildren of 12- and 15-year-old: a cross-sectional study. BMC Oral Health. 2019; 19 (1).

Paredes SO, da Silva EBA, Bezerra PM, Forte FDS. Padrão de Higiene Bucal Influencia a Severidade de Cárie Dentária em Crianças de 12 anos. Rev Bras Cienc Saude. 2020; 24 (1): 45-56.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção Primária à Saúde. Departamento de Saúde da Família. Coordenação Geral de Saúde Bucal. SB Brasil 2020: Pesquisa Nacional de Saúde Bucal: Projeto Técnico. Brasília: Ministério da Saúde, 2019.

Publicado

2024-01-12

Edição

Seção

ARTIGOS ORIGINAIS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.