AVALIAÇÃO AERÓBIA PRÉ E PÓS-MENSTRUAL PRE AND POST-MENSTRUAL AEROBIC ASSESSMENT

Luciene Braz, Jorge Roberto Perrout de Lima

Resumo


O ciclo menstrual consiste de uma fase folicular (pós-menstrual), que compreende o período do primeiro dia de
menstruação até a ovulação, e de uma fase luteínica (pré-menstrual), que ocorre da ovulação até o primeiro dia de
menstruação. Há alguma controvérsia se o desempenho aeróbio é influenciado pela fase do ciclo menstrual. O
objetivo desse trabalho foi comparar o desempenho aeróbio nos períodos pré e pós-menstrual. Métodos: foram
estudadas 14 adolescentes que não faziam uso de medicação anticoncepcional (15,6 ± 1,4 anos, 160,9 ± 4,7cm
de estatura e 24,3 ± 3,5% de gordura). Os testes pré foram realizados cinco dias antes da menstruação e os testes
pós, cinco dias após a menstruação, em seqüência aleatória. Os testes consistiam de medida de peso e de dobras
cutâneas para estimativa do percentual de gordura, freqüência cardíaca e variabilidade da freqüência cardíaca de
repouso e de teste progressivo por estágios em cicloergômetro de frenagem mecânica Monark, com 60rpm, carga
inicial de 0kp e incremento de 0,25kp (90kpm.min-1) a cada minuto, até a exaustão. Ao final de cada carga, era
registrada a freqüência cardíaca e avaliação subjetiva do esforço pela Escala de Borg. Ao final de cada teste, a
avaliada atribuía uma nota de 0 a 10 ao seu desempenho no teste. Os resultados foram submetidos ao teste “t” de
Student, teste de Wilcoxon e prova de Friedman (p<0,05), conforme o tipo de variável. Resultados: em relação ao
peso corporal no período pré 59,2 ± 9,9kg e no período pós 58,9 ± 9,7kg, freqüência cardíaca de repouso no
período pré 76,6 ± 9,2bpm e no período pós 74,7 ± 13,8bpm, variabilidade da freqüência cardíaca de repouso no
período pré de 32,5 ± 16,2ms e no período pós 33,9 ± 17,3ms, potência máxima no período pré 765 ±
76,9kpm.min-1 e no período pós 777,8 ± 67kpm.min-1, freqüência cardíaca máxima no período pré 185,8 ±
7,8bpm e no período pós 187,5 ± 6,6bpm, nota atribuída ao teste no final no período pré 8,5 ± 1,6 pontos e no
período pós 9,4 ± 0,6 pontos, não houve diferença significante entre os testes pré e pós-menstrual para nenhuma
variável. Quanto às correlações pré e pós, apenas a do peso foi significante. Conclusão: os resultados sugerem que
parece não haver nenhuma tendência à alteração dos resultados da avaliação aeróbia conforme a fase do ciclo
menstrual. Este achado implica que, na avaliação aeróbia, para comparação de resultados intra ou inter-avaliados,
os testes não precisam ser realizados na mesma fase do ciclo menstrual.

Palavras-chave


Avaliação Aeróbia, Ciclo Menstrual, Cicloergômetro e Freqüência Cardíaca.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/rbcs.vol6n15.532

Indexadores: