EFEITO DA FACILITAÇÃO NEUROMUSCULAR PROPRIOCEPTIVA-3S NOS ANTAGONISTAS SOBRE A DETERMINAÇÃO DA CARGA NO TESTE DE 10RM.

Autores

  • Rodrigo Haua Departamento/ Setor: Laboratório de Biociência da Motricidade Humana, LABIMH,UNIRIO, Rio de Janeiro, RJ, Brasil Maior grau de titulação:Mestrando em Medicina Esportiva pela Universidad Católica Nuestra Señora de la Asunción. Asunción, Paraguai.
  • Gabriel Andrade Paz Escola de Educação Física e Desportos - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ.
  • Marianna de Freitas Maia Escola de Educação Física e Desportos - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ.
  • Vicente Pinheiro Lima Grupo de Pesquisas em Biodinâmica do Exercício, Saúde e Performance (BIODESP), Universidade Castelo Branco, Rio de Janeiro, RJ.
  • Samária Ali Cader Universidade Estadual do Rio de Janeiro - UERJ
  • Estélio Henrique Martins Dantas Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.13037/rbcs.vol11n38.1929

Palavras-chave:

Alongamento muscular, Exercício resistido, Força muscular.

Resumo

Introdução: evidências prévias indicam que o treinamento de flexibilidade promove efeito deletério sobre a força muscular, todavia, são escassos achados relacionados aos efeitos potenciais de exercícios de alongamento muscular nos antagonistas sobre o desempenho dos agonistas. Objetivo: verificar o efeito do método de facilitação neuromuscular proprioceptiva-3S (FNP-3S) nos músculos antagonistas sobre a determinação da carga de 10 repetições máximas (RM) dos músculos agonistas no exercício de remada aberta sentada com pegada pronada (RA). Dezoito sujeitos (25 ± 5 anos de idade) do sexo masculino, praticantes de treinamento de força há no mínimo 1 ano participaram do estudo. Materiais e Métodos: dois protocolos foram aplicados para determinação das cargas de 10RM: 1) protocolo tradicional (TRAD) – teste e reteste de 10RM na RA; 2) Protocolo FNP-3S nos antagonistas (FNPA) - foi aplicada uma serie de FNP-3S nos antagonistas (peitorais) antes de cada tentativa de determinação de carga no teste de 10RM. Ao final de cada protocolo registrou-se a sobrecarga e tempo de tensão (TT). Resultados: houve aumento significativo na sobrecarga obtida durante o teste de 10RM no protocolo FNPA (54,3 ± 7,9 kg) quando comparado ao protocolo TRAD (47,94 ± 8,77 kg) de acordo com o teste T pareado (p < 0,05). Não houve diferença significativa no TT entre os protocolos. Conclusão: o método FNP-3S aplicado nos músculos antagonistas promoveu aumento significativo na sobrecarga de 10RM. Sugere-se a utilização deste método em novas pesquisas, possibilitando o surgimento de evidências que venham a contribuir para obtenção de melhores resultados em programas de treinamento e reabilitação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriel Andrade Paz, Escola de Educação Física e Desportos - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ.

Mestrando em Biodinâmica do Movimento Humano, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, Rio de Janeiro.

Marianna de Freitas Maia, Escola de Educação Física e Desportos - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ.

Mestranda em Biodinâmica do Movimento Humano, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, Rio de Janeiro.

Vicente Pinheiro Lima, Grupo de Pesquisas em Biodinâmica do Exercício, Saúde e Performance (BIODESP), Universidade Castelo Branco, Rio de Janeiro, RJ.

Professor Doutorando do Curso de Graduação em Educação Física das Faculdades Integradas Maria Thereza,Niterói, RJ; Professor Doutorando do Curso de Graduação em Educação Física da Universidade Castelo Branco, RJ; Professor Doutorando do Curso de Graduação em Educação Física da Escola de Educação Física de Cruzeiro, São Paulo, SP, Brasil.

Samária Ali Cader, Universidade Estadual do Rio de Janeiro - UERJ

Departamento: Departamento/ Setor: Laboratório de Biociência da Motricidade Humana, LABIMH,UNIRIO, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Maior grau de titulação: Doutorado em Medicina do esporte pela Universidad Nuestra Señora de la Asunción, Paraguai.

Endereço completo:Rua Jorge Emilio Fontenelle, n 550/ bl. 2a, apto. 202 - Vargem Grande, Rio de Janeiro-RJ, Brasil CEP 22790-140

Telefone e fax:(21) 25426018

Estélio Henrique Martins Dantas, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, Brasil.

Departamento/ Setor: Laboratório de Biociências da Motricidade Humana (LABIMH/UNIRIO) (Rio de Janeiro – Brasil).
Maior grau de titulação:Doutor Livre Docente em Educação Física pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ.

Endereço completo:Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Progr. Pós-grad Stricto Sensu em Enfermagem e Biociências.
Rua Xavier Sigaud nº 290 - sala 401
Praia Vermelha
22290-180 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil

Telefone: (21) 25426018

Downloads

Publicado

2014-01-24

Edição

Seção

ARTIGOS ORIGINAIS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)