TORQUE MUSCULAR DE FLEXORES E EXTENSORES DE JOELHO DE MULHERES IDOSAS PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA

Autores

  • Ana Paula Ceriotti
  • Gabriela Rodrigues da Silva
  • Lia Mara Wibelinger Universidade de Passo Fundo-UPF-
  • Marlon Francys Vidmar

DOI:

https://doi.org/10.13037/rbcs.vol10n32.1455

Palavras-chave:

dinamômetro isocinético, envelhecimento, déficit de força, praticantes de atividade física, torque muscular.

Resumo

A força muscular é a capacidade de gerar tensão sobre uma resistência. Ela atinge o seu pico entre a segunda e a terceira décadas de vida e tende a decrescer consideravelmente entre a 50 e 80 décadas de vida em 30%. A perda de massa muscular no idoso é um dos sérios problemas do envelhecimento. A avaliação isocinética permite o estudo da função dinâmica dos músculos através da avaliação quantitativa do arco de movimento, da força e de variáveis do desempenho muscular. O presente estudo objetivou analisar o pico e o déficit de torque muscular de flexores e extensores de joelho de mulheres idosas praticantes de atividade física, através do Dinamômetro Isocinético Computadorizado Biodex TM Multi Joint System 3 Pro, nas velocidades angulares de 120, 180 e 240 graus/seg. Fizeram parte da amostra 40 mulheres idosas (Grupo 1: 20 idosas praticantes de atividade física, Grupo 2: 20 idosas não praticantes de atividade física). Quando analisado o pico de torque houve significância estatística na musculatura extensora na velocidade de 180 graus nas mulheres com idade igual ou maior de 80 anos, e ao comparar o déficit de ambos os membros houve significância estatística nas velocidades de 120, 180 e 240 graus nos movimentos de extensão e de 120 graus no movimento de flexão. A partir da análise dos resultados é possível concluir que os músculos extensores são mais fortes que os flexores, que a relação entre velocidade e pico de torque não se estabeleceu entre os músculos flexores e que o déficit de pico de torque muscular é maior em idosas não praticantes de atividade física quando comparadas com idosas praticantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lia Mara Wibelinger, Universidade de Passo Fundo-UPF-

Fisioterapeuta,Docente da Faculdade de Educação Física e Fisioterapia da Universidade de Passo Fundo-UPF-,Mestre e Doutoranda em Gerontologia Biomédica-PUC-RS , Autora do livro Fisioterapia em Reumatologia-Ed. Revinter-RJ.

Downloads

Publicado

26-09-2012

Edição

Seção

ARTIGOS ORIGINAIS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)