IMPACTOS E DESAFIOS DO USO DE PRONTUÁRIOS ELETRÔNICOS NA PRÁTICA ODONTOLÓGICA: uma revisão de escopo

Impactos e desafios dos Prontuários Eletrônicos Odontológicos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.13037/2359-4330.8197

Palavras-chave:

Registros Eletrônicos de Saúde., Registros Odontológicos., Odontologia.

Resumo

Resumo
INTRODUÇÃO: Os prontuários em papel estão sendo substituídos pelos prontuários eletrônicos odontológicos para armazenamento dos dados pessoais e clínicos dos pacientes. OBJETIVO: Através de uma revisão de escopo, este estudo tem como objetivo investigar os impactos e desafios do uso de prontuários eletrônicos na prática odontológica. MATERIAIS E MÉTODOS: A pesquisa bibliográfica ocorreu durante o mês março de 2021, nas bases de dados Medline/PubMed, LILACS, Scopus, Web of Science e, como literatura cinzenta, nos cem primeiros artigos pesquisados no Google Scholar. A pergunta norteadora desta pesquisa, “Quais são os impactos na prática odontológica do uso de Prontuários Eletrônicos?”, teve como base o acrônimo PCC (População; Conceito; Contexto) e as diretrizes do PRISMA-ScR como guia de relato. Os descritores utilizados foram: “Eletronic Health Records” e “Dentistry”, indexados na plataforma Decs/MeSH (Descritores em Ciências da Saúde) e usados sem restrição temporal e de idioma. Foram utilizados o gerenciador de referências Mendeley e, para seleção dos estudos, o software Rayyan. RESULTADOS: Foram encontrados, inicialmente, 3.065 estudos. Após exclusão dos estudos duplicados, foi realizada a seleção por meio da leitura dos títulos e resumos. 32 artigos tornaram-se elegíveis para leitura na íntegra, obtendo-se 9 estudos para compor a amostra. CONCLUSÃO: Na investigação sobre prontuários eletrônicos odontológicos, foi possível identificar impactos positivos, por exemplo, uma maior integração das informações, que facilita as análises dos profissionais perante a avaliação clínica dos pacientes; melhor compreensão dos exames laboratoriais e de imagem; padronização, atualização e segurança das informações por meio da certificação digital.
Palavras-chave: Registros Eletrônicos de Saúde. Registros Odontológicos. Odontologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Silva, AF, Pauferro, BCS, Cruz, GM, Trezena S, Batista, RWC. O uso das tecnologias

de informação e comunicação no ensino e em Odontologia. Revista da AcBO

;8(1):33-39.

Farias, AC, Filho, CACL, Wanderley, AEC, Bairros, L, Ferreira, SMS. EstomatoPEP:

Prontuário eletrônico desenvolvido para otimizar a educação em serviço numa clínica

escola de odontologia. Revista Novas Tecnologias na Educação 2019; 17(3):253:262.

Costa, SS, Flório, FM. Análise ético-legal de prontuários clínicos de cursos de

odontologia brasileiros. Revista Bioética 2020; 28 (3):486-492.

Lopes, GC, Andrade, ES. Prontuário Odontológico em Cirurgia Buco-maxilofacial –

importância clínica, ética e implicações jurídicas: revisão de literatura. Facit Business

and Technology Journal 2020; 1(14):87-98.

Leite, DRG, Silva, AO, Sampaio, GB, Costa, LJ, Bonan, PRF, Melo, CB. Prontuário

eletrônico de estomatologia (PEEST): uma experiência de desenvolvimento e

implantação no curso de Odontologia. Revista InterScientia 2018; 6(2):112-123.

Barbosa, DV, Nóbrega, WFS, Silva, GCB, Neto, OMM, Feitosa, Prontuário eletrônico

do cidadão: aceitação e facilidade de uso pelos cirurgiões-dentistas da atenção básica.

Archives of Health Investigation 2020; 9(5):414-419.

Brasil. Ministério da Saúde. Portaria no 467, de 20 de março de 2020. Dispõe, em

caráter excepcional e temporário, sobre as ações de Telemedicina. Diário Oficial da

União, Brasília, DF, 2020.

Maserat, E, Davoodi, S, Mohammadzadeh, Z. Analysis of strengths, weaknesses,

opportunities, and threats of electronic dental and oral records in clinics of School of

Dentistry, Tehran University of Medical Sciences, Iran: A qualitative study. Journal of

Oral Health and Oral Epidemiology 2020; 9(1):24-31.

Tricco, A. C., Lillie, E., Zarin, W., O'Brien, K. K., Colquhoun, H., Levac, D., Moher,

D., Peters, M., Horsley, T., Weeks, L., Hempel, S., Akl, E. A., Chang, C., McGowan,

J. et al. (2018). PRISMA extension for scoping reviews (PRISMA-ScR): checklist and

explanation. Annals of Internal Medicine 169(7):467-473.

Peters MDJ, Godfrey C, McInerney P, Munn Z, Tricco AC, Khalil H. Chapter 11:

Scoping Reviews (2020 version). In: Aromataris E, Munn Z, editors. Joanna Briggs

Institute Reviewer's Manual [internet]. JBI, 2020.

Wagner, IV, Macneil, MAJL, Esteves, A, MacEntee, MI. An electronic oral health

record to document, plan and educate. European Journal of Dental Education 2015;

:209-216

Thyvalikakath, P, Duncan, WD, Siddiqui, Z, Lapradd, M, Eckert, G, Schleyer T,

Rindal, D, B, Jurkovich, M, Shea, T, Gilbert, GH. Leveraging Eletronic Dental Record

Data for Clinical Research in the National Dental PBRN Practices. Applied Clinical

Informatics 2020; 11(2):305-314.

Spicer R. ’Bytes and bites’ − using computerized clinical records to improve patient

safety in general dental practice. Dental Update 2018; 35(9), 614-619.

Simon, L, Udoh, EO, Yansane, AI, Gharpure, A, Licht, S, Calvo, J, Deschner, J,

Damanaki, A, Hackenberg, Walji, M, Spallek, H, Kalenderian, E. Improving Oral–

Systemic Healthcare through the Interoperability of Electronic Medical and Dental

Records: An Exploratory Study. Applied Clinical Informatics 2019; 10(3):367-376.

Schleyer, T., Song, M., Gilbert, G. H., Rindal, D. B., Fellows, J. L., Gordan, V. V., &

Funkhouser, E. Electronic dental record use and clinical information management

patterns among practitioner-investigators in The Dental Practice-Based Research

Network. The Journal of the American Dental Association 2013; 144(1):49-58.

Masoe, AV, Blinkhorn, AS, Colyvas, K, Taylor, J, Blinkhorn, FA. Reliability study of

clinical electronic records with paper records in the NSW Public Oral Health Service.

Public Health Research Practice 2015; 25(2): e2521519.

Gordon, SH, Camargo, GA, Mejia, GC, Sutherland, JN. Use of the Dental Electronic

Health Record for Research: Assessing Demographic and Oral Health Characteristics

Data for Clinic Patients. Journal of Dental Education 2018; 82(12):1249-1257.

Langabeer, JR, Walji, MF, Taylor, D, Valenza, A. Economic outcomes of a dental

electronic patient record. Journal of Dental Education 2008; 72(10):1189-1200.

Alves, Kisna Yasmin Andrade et al. Uso da fotografia nas pesquisas qualitativas da área

da saúde: revisão de escopo. Ciência & Saúde Coletiva 2021; 26(2):521-529.

Almeida, SM, Carvalho, SPM, Radicchi, R. Aspectos legais da documentação

odontológica: uma revisão sobre validade legal, privacidade e aceitação no meio

jurídico. Revista Brasileira de Odontologia Legal 2017; 4(2):55-64.

Almeida, MJGG, Figueiredo, BB, Salgado, HC, Torturella, IM. Discussão Ética sobre

o Prontuário Eletrônico do Paciente. Revista Brasileira de Educação Médica 2016;

(3):521-527.

Reed, SG, Adibi, SS, Coover, M, Gellin, RG, Wahlquist, AE, AbdulRahiman, A,

Hamil, LH, Walji, MF, Neill, PO, Kalenderian, E. Does Use of an Electronic Health

Record with Dental Diagnostic System Terminology Promote Dental Students’

Critical Thinking? Journal of Dental Education 2015; 79(6):686-696.

Janett, RS, Yeracaris, PP. Electronic Medical Records in the American Health System:

challenges and lessons learned. Ciência & Saúde Coletiva 2020; 25(4):1293-1304.

Meneses, LBA, Bezerra, AF, Trajano FMP, Soares, MJG. Revista de Enfermagem -

UFPE 2015; 9(10):9485-9491.

Pinto, LF, Santos, LJ. Prontuários eletrônicos na Atenção Primária: gestão de cadastros

duplicados e contribuição para estudos epidemiológicos. Ciência & Saúde Coletiva

; 25(4):1305-1312.

Publicado

2022-02-09

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)