A ATUAÇÃO DO SUPERVISOR DE ENSINO DA REDE ESTADUAL DE ENSINO DE SÃO PAULO: UMA INVESTIGAÇÃO SOBRE SUAS LIMITAÇÕES PARA A INCLUSÃO DE ALUNOS COM TEA

Osório Augusto de Souza Neto, Estéfano Vizconde Veraszto

Resumo


Esta pesquisa, de cunho qualitativo, realizada mediante Análise Textual Discursiva, mostrou as limitações de atuação do Supervisor de Ensino da Rede Pública Estadual do Estado de São Paulo em questões pertinentes à oferta/matrícula no AEE (Atendimento Educacional Especializado) de alunos com TEA (Transtorno do Espectro do Autismo), gerando restrições e o cerceamento de direitos de uma educação plena aos alunos com a deficiência já apontada. Foi possível verificar que a emissão de pareceres para a oferta e matrícula de alunos com TEA no AEE se restringe somente para aqueles alunos que possuem diagnóstico clínico/médico, em total descompasso com os referencias teóricos da área, bem como em relação às orientações técnicas do Ministério da Educação. Evidenciou-se ainda a necessidade de uma reavaliação de elementos normativos internos, pela Secretaria de Estado da Educação de São Paulo (SEE/SP), no tocante aos critérios para oferta e matrícula no AEE de alunos com TEA.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/rea-e.vol4n7.5839

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores de que a REAe faz parte: 

BBE: http://pergamum.inep.gov.br/pergamum/biblioteca/

CZ3 : http://ezb.uni-regensburg.de/

DIADORIN: diadorim.ibict.br/

Google Scholar: https://scholar.google.com.br/scholar

IRESIE: iresie.unam.mx/

LATINDEX:http://www.latindex.org/latindex/inicio

LiVre - http://livre.cnen.gov.br/Inicial.asp

SUMARIOS: https://sumarios.org

 

 

      

 

 

A REAe utiliza o software iThenticate para detecção e prevenção de plágio.