Percepções dos agentes comunitários de saúde sobre as ações de promoção da saúde

Lislaine Aparecida Fracolli, Maria Fernanda Pereira Gomes, Anna Maria Chiesa

Resumo


Introdução: O agente comunitário de saúde trouxe novas perspectivas para o trabalho na atenção básicacomo a possibilidade de aproximar as equipes de saúde aos grupos heterogêneos que compõem uma dadapopulação. Nesse sentido, as características peculiares desse profissional podem facilitar a promoção dasaúde. Objetivo: pensando no potencial do agente para promover a saúde, esta pesquisa teve como objetivoidentificar as percepções dos agentes comunitários de saúde sobre o assunto. Método: trata-se de umapesquisa qualitativa, realizada com onze agentes que trabalham nos municípios de Iepê, Nantes, Quatáe Rancharia, pertencentes à Rede Regional de Atenção à Saúde 11 de Presidente Prudente, SP, Brasil. Atécnica escolhida para a coleta de dados foi o grupo focal, e a técnica de análise utilizada foi a “análise deconteúdo”. Resultados: as ações de promoção da saúde nos municípios de pesquisa são pouco desenvolvidaspelos agentes e estão pautadas nas ações de integração da comunidade aos serviços de saúde e ações para ocontrole do meio ambiente. Conclusão: a pouca realização de ações de promoção da saúde está relacionadaao fato de que a maioria dos profissionais não teve nenhum tipo de capacitação para seu trabalho.


Palavras-chave


Promoção da saúde, agentes comunitários de saúde, saúde pública

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13037/ras.vol14n47.3497

Indexadores: